English version
  Versão em Português

   The Club
   The Bulldog
   Ranking
   Breeders
   Oversea Breeders
   Membership
   Where We Are
   Membership Subscription
   BCB Services (Member Only)
   Bulldog Store
   Puppies to Sell


Criação


    HOME | Site Map | Contact us | More Links | Members Login



O Salvamento produzido por Goldie

Uma relação de afeto, um compromisso com a amizade.




Por Marie Andrée

Bulldogs são adaptáveis a quase qualquer pessoa que realmente queira um Bulldog, mas algumas pessoas não são compatíveis com eles. Alguns Bulldogs seriam felizes com uma tumultuosa e ocupada família. Outros seriam miseráveis em uma casa com constante comoção.

Goldie era uma jovem e bonita fêmea. O nascimento dela prometia uma grande carreira nas exposições, mas ela estava retirada dos eventos e quieta no seu canto. Uma única vez, quando estava indo de carro para uma exposição ela sentiu-se terrivelmente mal e pasou a odiar as exposições, mas ela amava o idoso cavalheiro que vivia na casa ao lado. Ele era fraco e instável, com ele ela gostava de atravessar o gramado e depois de subir alguns degraus da escada gostava de lentamente e calmamente receber uma tapinha na cabeça de maneira acompanhado por uma palavra amável de gratidão pela companhia.

Um dia, uma Goldie matutina saiu pela porta a fora, passos ligeiros pelo gramado em direção à casa do amigo dela. Logo depois era vista latindo freneticamente, e Goldie nunca latia !

Ela recusou-se voltar para casa quando foi chamada. O latido dela estava ficando mais alto e mais incômodo. Assim, com a correia em punho e enfurecido, encerrei a minha própria caminhada e fui atrás daquela cadela Bulldog ruidosa e desobediente.

Quando eu alcancei e coloquei a correia em Goldie, eu ouvi um grito lânguido e fraco pedindo por ajuda. Eu só empurrei levemente a porta para abri-la, e o Sr. idoso estava caído ao chão, com o telefone fora do alcance das mãos. Porque Goldie ouviu e reconheceu este sinal de angústia, entendeu o sofrimento do amigo, ela pode ajuda-lo na hora em que ele mais precisava de alguém, e esse alguém foi ela, que tinha convivido com ele no jardim, por vários anos, e jamais se recusara em receber o seu tapinha na cabeça acompanhado de uma palavra de afeto.


Autor Cinofilia
em 18/7/2013

Links relacionados:
WEBPAGE DE FILHOTES DE BULLDOG DISPONÍVEIS PARA VENDA